sábado, 22 de maio de 2010

Como devemos trabalhar o lúdico no 1º ano?

Acredito que trabalhar o lúdico não é somente disponibilizar materais pedagógicos para que as crianças possam brincar e manusear. Com certeza, precisamos deles para criar um espaço de brincadeiras. Trabalhar o lúdico é muito além disso. É criar todo um mundo de faz-de-conta onde o aprendizado impera. Na sala de aula, A crianças brincam com a régua... De repente esta régua se transforma numa linda aeronave. E aí, não seria o lúdico?
Com certeza, eu acredito que sim.
Por que não estimular o faz-de-conta? Nem sempre os brinquedos que são fabricados conseguem prender a atenção dos pequenos por muito tempo.
A crianças também podem criar seus brinquedos. Afinal, um tecido nunca virou a capa do Batman? Ou de algum outro super-herói?
É através do faz-de-conta que a criança constrói o seu mundo...
Então, por que não ensinar de forma lúdica? Levar o aluno à aprendizagem ludicamente é um grande desafio.

Um comentário:

Eu sou a Lua disse...

Super importante discutir essa questão!!!

Uma frase

O verdadeiro mestre ama o que faz. Por Elisabete Souto Barbosa

VÍDEOS INTERESSANTES

Cantinho dos autores - Breve histórico

Maurício de Sousa, O pai da Turma da Mônica

Maurício de Sousa nasceu no Brasil, numa pequena cidade do estado de São Paulo, chamada Santa Isabel. Foi em outubro de 1935.
Seu pai era o poeta e barbeiro Antônio Maurício de Sousa. A mãe, Petronilha Araújo de Sousa, poetisa. Além de Mauricio, o casal teve mais três filhos: Mariza (já falecida), Maura e Márcio.
Em 1959, Maurício criou uma série de tiras em quadrinhos com um cãozinho e seu dono Bidu e Franjinha e ofereceu o material para os redatores da Folha. As historietas foram aceitas, o jornalismo perdeu um repórter policial e ganhou um desenhista.
Nos anos seguintes, ele criaria outras tiras de jornal Cebolinha, Piteco, Chico Bento, Penadinho e páginas tipo tablóide para publicação semanal - Horácio, Raposão, Astronauta - que invadiram dezenas de publicações durante 10 anos.
Daí chegou o tempo das revistas de banca. Foi em 1970, quando Mônica foi lançada já com tiragem de 200 mil exemplares. Foi seguida, dois anos depois, pela revista Cebolinha e nos anos seguintes pelas publicações do Chico Bento, Cascão, Magali, Pelezinho e outras.
Seus trabalhos começaram a ser conhecidos no exterior e em diversos países surgiram revistas com a Turma da Mônica.
Fonte de Pesquisa: http://www.turmadamonica.com.br/