terça-feira, 19 de janeiro de 2010

SUGESTÃO DE TEXTO PARA LER NO INÍCIO DAS AULAS

CARTA ABERTA DA ESCOLA

QUERIDOS ALUNOS

Pela primeira vez resolvo bater um papo aberto e franco com você.
Sou a escola, onde passa os mais tenros dias de sua vida e neste diálogo quero que passe a me compreender melhor.
Repare nos meus objetos, não os destrua porque são partes fundamentais do meu organismo.
Não quebre as minhas janelas, são a minha visão e a minha respiração.
Machuca-me muito quando risca as minhas paredes, sinto como se fosse dor na própria pele.
Peço-lhe que conserve as minhas instalações hidráulicas, pois são as minhas veias, onde corre o precioso líquido.
Igualmente as instalações elétricas, fazem parte do meu sistema nervoso.
Também lhe peço que cuide de meus sanitários: são as minhas partes mais íntimas e gostaria sempre de mantê-las limpas e higienizadas.
Veja também em cada planta uma verdadeira jóia que carrego e me adorna.
Ainda lhe peço um pouquinho mais que olhe o professor com ternura, pois ele é o meu cérebro e pode pensar por mim.
Com a mesma ternura, lance seus olhos para a Direção, que é minha coluna vertebral que sustenta e mantém em pé todo o meu peso.
Que cada funcionário seja visto por você como meus pés e minhas mãos, que se movam para auxiliá-los.
E você, querido aluno, é meu coração que pulsa e se agita dentro de mim, a maior razão de minha existência, dando-me tanta vitalidade.
Não me condene a ser uma velha abandonada e inútil, e amanhã talvez nem existir mais.
Quero estar sempre aqui jovem e bonita para servi-lo e quem sabe a seus filhos e por que não a seus netos.

Autor Desconhecido

Para refletir

1) Como você vê a escola?
2) Como você deve agir na escola?
3) O que é mais importante na escola?
4) Por que você vem para a escola?
5) Você respeita seus colegas? É respeitado?
6) Como você gostaria que fosse a escola?
7) O que é liberdade para você?
8) O que é disciplina?

Um comentário:

Profª Érika Vecci disse...

Olá!!! Pegeui seu link no Professor solidário, passei por aqui, adorei e já tô te seguindo!!! Convido você a me seguir também: erikavecci.blogspot.com , beijão

Uma frase

O verdadeiro mestre ama o que faz. Por Elisabete Souto Barbosa

VÍDEOS INTERESSANTES

Cantinho dos autores - Breve histórico

Maurício de Sousa, O pai da Turma da Mônica

Maurício de Sousa nasceu no Brasil, numa pequena cidade do estado de São Paulo, chamada Santa Isabel. Foi em outubro de 1935.
Seu pai era o poeta e barbeiro Antônio Maurício de Sousa. A mãe, Petronilha Araújo de Sousa, poetisa. Além de Mauricio, o casal teve mais três filhos: Mariza (já falecida), Maura e Márcio.
Em 1959, Maurício criou uma série de tiras em quadrinhos com um cãozinho e seu dono Bidu e Franjinha e ofereceu o material para os redatores da Folha. As historietas foram aceitas, o jornalismo perdeu um repórter policial e ganhou um desenhista.
Nos anos seguintes, ele criaria outras tiras de jornal Cebolinha, Piteco, Chico Bento, Penadinho e páginas tipo tablóide para publicação semanal - Horácio, Raposão, Astronauta - que invadiram dezenas de publicações durante 10 anos.
Daí chegou o tempo das revistas de banca. Foi em 1970, quando Mônica foi lançada já com tiragem de 200 mil exemplares. Foi seguida, dois anos depois, pela revista Cebolinha e nos anos seguintes pelas publicações do Chico Bento, Cascão, Magali, Pelezinho e outras.
Seus trabalhos começaram a ser conhecidos no exterior e em diversos países surgiram revistas com a Turma da Mônica.
Fonte de Pesquisa: http://www.turmadamonica.com.br/