sábado, 16 de janeiro de 2010

Letra da Música Carnaval da Turma da Mônica











REFRÃO (BIS)
TURMA DA MÔNICA
AGORA VAI BRINCAR
TURMA DA MÔNICA
AGORA VAI DANÇAR
TURMA DA MÔNICA
O BICHO VAI PEGAR
MÔNICA

É A MÔNICA ( BIS)
DENTUCINHA E SABICHONA
É A MÔNICA (BIS)
TÃO TEIMOSA E TÃO MANDONA
QUANDO DIZ QUE SIM
QUANDO DIZ QUE NÃO
MOSTRA TER OPINIÃO
VIVE SEMPRE FALANDO E BRINCANDO NA SUA IMAGINAÇÃO (BIS)
REFRÃO (BIS)

CEBOLINHA TROCA AS LETRAS
NÃO FALA BEM
MAS SEUS AMIGOS
NÃO TROCA POR NINGUÉM
O SEU CÃOZINHO
É O FLOQUINHO
E NINGUÉM SABE
SE VAI OU VEM

REFRÃO (BIS)
SEMPRE AMIGA
ASSIM É MAGALI
COMILONA IGUAL
EU NUNCA VI
UM SORVETE
RESOLVEU TOMAR
E AINDA COMEU MELANCIA
ANTES DO JANTAR

REFRÃO (BIS)
O CASCÃO
APOSTO E GANHO
VAI MORRER
SEM NUNCA TOMAR BANHO.
REFRÃO (BIS)

2 comentários:

marcelo disse...

Onde encontro essa música?

Enviei para meu e-mail: marceloopitt@hotmail.com

taline lucas disse...

onde consigo essa musica?

Uma frase

O verdadeiro mestre ama o que faz. Por Elisabete Souto Barbosa

VÍDEOS INTERESSANTES

Cantinho dos autores - Breve histórico

Maurício de Sousa, O pai da Turma da Mônica

Maurício de Sousa nasceu no Brasil, numa pequena cidade do estado de São Paulo, chamada Santa Isabel. Foi em outubro de 1935.
Seu pai era o poeta e barbeiro Antônio Maurício de Sousa. A mãe, Petronilha Araújo de Sousa, poetisa. Além de Mauricio, o casal teve mais três filhos: Mariza (já falecida), Maura e Márcio.
Em 1959, Maurício criou uma série de tiras em quadrinhos com um cãozinho e seu dono Bidu e Franjinha e ofereceu o material para os redatores da Folha. As historietas foram aceitas, o jornalismo perdeu um repórter policial e ganhou um desenhista.
Nos anos seguintes, ele criaria outras tiras de jornal Cebolinha, Piteco, Chico Bento, Penadinho e páginas tipo tablóide para publicação semanal - Horácio, Raposão, Astronauta - que invadiram dezenas de publicações durante 10 anos.
Daí chegou o tempo das revistas de banca. Foi em 1970, quando Mônica foi lançada já com tiragem de 200 mil exemplares. Foi seguida, dois anos depois, pela revista Cebolinha e nos anos seguintes pelas publicações do Chico Bento, Cascão, Magali, Pelezinho e outras.
Seus trabalhos começaram a ser conhecidos no exterior e em diversos países surgiram revistas com a Turma da Mônica.
Fonte de Pesquisa: http://www.turmadamonica.com.br/